HTML e CSS andam de mãos dadas e são os blocos de construção do design do site. O desenvolvimento do front-end e do back-end são bastante diferentes um do outro, mas, ainda assim, são dois aspectos do iceberg, uma parte você vê e outra não, mas ambas estão lá. De certa maneira, o back-end trabalha para o front-end e, com a junção das duas partes, o resultado é atingido e a entrega do produto ou serviço é concluída para o usuário final. Ou seja, tudo aquilo que o usuário consegue visualizar, clicar ou ter algum outro tipo de interação, o front-end é o responsável por fazer isso acontecer. Apenas lembre-se de que você não deve comparar a si ou o seu ritmo de aprendizado com o de outros enquanto aprende.

Outra linguagem que todo programador front-end precisa conhecer é o CSS, que significa Cascading Style Sheets, para o português poderíamos traduzir como folhas de estilo em cascata. Quem atua com o desenvolvimento web sabe que tão importante quanto dominar uma linguagem de https://www.ocafezinho.com/bootcamp-de-programacao-como-desenvolver-suas-habilidades-em-poucos-meses/ programação é conhecer o funcionamento de várias. Assim como o web designer precisa entender como funciona o back-end de um site e compreender lógica de programação. O Node é um servidor que permite ao desenvolvedor escrever códigos JavaScript
que funcionam fora do browser.

Habilidades necessárias para ser um desenvolvedor web experiente

Os desenvolvedores de front-end também devem ter boa atenção aos detalhes e ser meticulosos em todos os aspectos de seu trabalho. Eles devem ter um olhar atento e ser capazes de detectar pequenos erros ou inconsistências ao criar páginas da web. Eles são bootcamp de programação os blocos de construção para o desenvolvimento para a web e de aplicações. Portanto, você deve aprendê-los se quiser entrar no desenvolvimento para a web. Felizmente, existem vários recursos on-line disponíveis para ajudá-lo a aprender e a praticá-los.

Com base em tudo o que foi discutido, é claro que o desenvolvimento front-end é uma carreira cheia de oportunidades para aprimoramento contínuo e desenvolvimento de habilidades. A comunidade de desenvolvimento está sempre mudando e evoluindo, e manter-se atualizado com as últimas tendências e tecnologias é uma necessidade constante. É por isso que plataformas de aprendizado como a Hora de Codar são inestimáveis. Uma das principais ofertas da Hora de Codar é a “Formação Front-end – HTML, CSS, JavaScript, React e +“. Com a mais alta classificação de 4,8/5, este curso é um pacote completo para aqueles que desejam se aprofundar no desenvolvimento front-end.

Quais as 6 principais linguagens de programação front-end?

Por outro lado, o back-end é o que está por “trás” da aplicação, atuando no que o usuário não pode visualizar. O profissional deste segmento se preocupa com a persistência dos dados, regras de negócio, segurança da informação, performance etc. Como desenvolvedor de front-end, você deve entender como a linha de comando funciona, pois ela permite acessar as funções do sistema operacional por meio de uma interface de texto. Muitos profissionais preferem as CLIs (“interfaces de linha de comando”, em português) por sua velocidade e desempenho ao instalar bibliotecas e estruturas. Neste artigo você entenderá em detalhes o que é Front-End e qual é a sua finalidade.

  • Elas estão relacionadas diretamente com a área de programação e suas linguagens, assim como mencionado anteriormente.
  • Front End ou Back End developer são termos para diferenciar onde uma pessoa que programa acaba se especializando.
  • Na parte de estudo, este profissional foca em HTML (linguagem de marcação), CSS (linguagem de estilo) e JavaScript (linguagem de script/programação).
  • No entanto, eles trabalharão de perto com os designers de UI e UX para transformar suas idéias em realidade.
  • Deve estar por dentro das tendências do mercado e estar em constante aprendizado.

Ainda segundo a mesma pesquisa, um(a) programador(a) especializado(a) na linguagem JavaScript tem o salário médio de R$5.400,00. Este profissional pode trabalhar in house, ou seja, dentro de organizações de diversos nichos, ou em agências e consultorias prestadoras de serviço que atendem outras empresas como clientes. Construir uma carreira de sucesso em uma área promissora é o sonho de todo profissional. Se o seu desejo é trabalhar com tecnologia da informação, saiba que o setor de TI é um dos que mais cresce no país e o que não faltam são oportunidades de crescimento.